Love is in the Air

 
Gentes da Casa da Che,
 
Li este texto no Terra, hoje a tarde, e confesso que fiquei meio passada.
Não que eu concorde com isso tudo, mas é de se pensar bastante no assunto.
O que concluo com tudo isso e com minhas próprias experiências, é que falta AMOR VERDADEIRO nas pessoas.
Sem amor, falta todo o resto: sinceridade, amizade, transparência, companheirismo, justiça, simplicidade.
Falta compreensão, saber ouvir, entender o outro, estar junto. E tantos outros valores, que penso que, atualmente, estão fora de moda.
Este Amor Verdadeiro, inclui o Amor-Próprio, que também está em falta. A falta do Amor Verdadeiro por nós mesmos, só traz prejuízos, inclusive aos que nos cercam. Pensem nisso!
 
"E que a minha loucura seja perdoada porque metade de mim é amor e a outra metade também."
 
Beijos da Pensativa e Amorosa Che

Terra Chile
Terça, 16 de janeiro de 2007, 14h31

Confira os erros que lhe mantêm solteira


Cada vez mais as mulheres se casam mais tarde ou algumas simplesmente não se casam. Os motivos são os mais diversos e muitos atribuem esse fenômeno ao fato das mulheres terem ganhado espaço no mercado de trabalho, serem mais independentes e não aceitarem um casamento que tenha bases machistas.

Entretanto, a outra face da moeda mostra que há mulheres que querem um parceiro, mas não conseguem.

Há cinco tipos de mulheres que espantam os homens: as que vão "um passo atrás da moda", as que "falam muito", as muito  "condescendentes" (que vivem só para agradar seu parceiro), as "vazias" (que somente falam de roupas, dietas, festas) e as "cara de altar".

Mas, é claro, há outras tantas que, sem saber, cometem os mesmos erros que acabam as colocando para sempre na categoria de solteiras. Normalmente são
garotas inteligentes. Mas por que estão solteiras? Descubra abaixo.

Agem como se quisessem ficar sozinhas

"Estou sozinha, mas estou bem" pode ser uma resposta recorrente em certos tipos de mulheres. Há quem assegure que esse é um dos motivos dos homens para não quererem certas mulheres. Ou seja, essa atitude pode afugentar muitos noivos em potencial.

Demonstram necessidade de compromisso
Quando vai me ligar? Quando vou conhecer meus sogros? Estas frases logo depois da primeira saída podem ser um motivo chave para que a relação não prospere.

Os homens temem o compromisso, isso é um fato! Razão pela qual devemos ser mulheres sutis sempre, e mais ainda no começo da relação.

Auto suficiência
"Eu posso" é uma frase do vocabulário feminino atual. John Naisbitt, que em 1982 escreveu Megatrends, descobriu e antecipou as tendências que perfilariam o mundo no último quarto do século XX e em 1990 publicou a segunda versão de sua obra, com o título Megatrends 2000.

Na obra, ele apresentou como uma tendência do mundo futurista o que qualificou como "o decênio da liderança feminina". O que pode ser
demonstrado na frase: "Nunca antes na história da humanidade as mulheres foram tão livres, independentes, educadas, cultas,  trabalhadoras e economicamente autosuficientes". Mas também pode ser agregada outra frase: "Nunca antes a família tradicional denominada ‘nuclear’ havia atravessado uma crise tão profunda.

Preferência pelos esnobes
Quando um homem não quer nada com você e percebe que, por outro lado, você está apaixonadíssima, ele se transforma no ser mais insuportável da Terra.

O "amado" se vê como perfeito e nada de mal pode acontecer com ele. E como nosso coração fica tão ocupado por essa espécie de divindade masculina, é impossível ficar interessada em outros. E assim os anos se passam.

Ciúmes
Dizem que o zelo é o ingrediente perfeito de uma relação e a forma de descobrir se uma pessoa está apaixonada. No entanto, ser zelosa ao extremo pode ser o motivo do abandono dos homens.

No geral, os efeitos desse sentimento nunca são bons. Não é à toa que entre as características de uma pessoa ciumenta estão: a perda de auto-estima, abuso verbal e brigas sem motivos.

Sempre apaixonadas pelo equívoco
Há mulheres que sempre ficam apaixonadas pelo homem errado, aquele que as fazem sofrer, que vão destruir as suas vida. Quando conseguem sair desse rolo, logo se envolvem com outro igualzinho.

Robin Norwood, escritora de Mulheres que amam demais (editora Arx), mostra uma série de casos onde fica evidente que a mulher tem condutas que complicam sua felicidade: reagem emocionalmente diante de homens inacessíveis, esperam que ele reaja, conservam a esperança e se esforçam para que ele mude, aceitam mais de 50% das responsabilidades do que não funciona com o casal e seu amor próprio é muito baixo.

Leia esta notícia no original em: Terra Mulher – http://mulher.terra.com.br/interna/0,,OI1351259-EI4788,00.html
 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: